+55 (11) 2626-0211
+55 (12) 3302-0111
+55 (12) 99111-7601
contato@ellevendh.com.br

COMPREENDER PARA TRANSFORMAR

Na jornada da Vida, muitas vezes não compreendemos os desígnios do destino, às vezes a escuridão se apresenta sob a forma de dificuldades intransponíveis, na qual a alma busca desapegar-se do mundo com suas constantes provações para se atingir a tão esperada união com nosso Criador.

O poeta místico São João da Cruz menciona em sua obra o termo A Noite Escura da Alma, a ausência de Deus na vida daquele que crê, assim sendo para uma pessoa que se encontra neste momento, a angustia, o abandono, a dor, a perda, a traição nos conduz a ruínas, capazes de destruir nossa integridade como ser humano e tomados por uma escuridão incomensurável, faz-se parecer que ninguém pode nos compreender, que a ajuda parece estar cada vez mais distante.

Tal qual como um rito de passagem, estes momentos são os que mais fortalecem a natureza guerreira da qual nosso espírito é composto, a coragem de simplesmente ter sobrevivido a outras crises, os recursos que muitas vezes achamos não possuir emergem de nosso interior pelo simples fato de aceitar a dura lição, este remédio muitas vezes repletos de amargor, remete a uma transformação em nossa fé em algo muito maior, um acesso a nosso sublime e divino poder de cura.

Ao trabalharmos a resiliência, uma força emerge que nem se quer parecemos conhecer, aprendemos mais sobre nós mesmos, compreendemos nossa pequenez e defeitos, prosseguimos em frente.

A vida não apresenta garantias, se isso nos acontece é sinal de que infringimos nossa própria natureza. Acidentes, perdas, doenças são verdadeiros sinais para que encontremos mais força no sentido de superação ao sermos mais flexíveis, tolerantes e compassivos.

Há um grande mistério que surge para evocar o melhor de cada um, a compreensão de que existe sim um Poder Maior, um caminho para o atravessamento por meio da meditação no sentido de se refletir, de orar e acima de tudo agradecer, nos possibilita alternativas que jamais teríamos para esta mesma situação.

Assim como a luz radiante das estrelas resplandece na mais densa escuridão, o dom da cura, se apresenta neste encontro de forma doce e macia, na qual a mente passa a ser preenchida por uma irradiação ímpar que transborda seu coração com paz e com nada mais a fazer seu pequeno ego cai, seu sentido ignorante, arrogante, temível é transformado, teve de ser dissolvido, seus complexos muitas vezes inadequados sobre quem você é passa a te mostrar sua verdadeira natureza, uma consciência elevada emerge, você acessa sua plenitude, porque você não pode encontrar a luz se não incorporar e transcender a sua própria escuridão.

Caridade – Carmem Midori Ferreira

Muito se ouve falar sobre esta palavra, mas afinal o que entendemos por Caridade, se formos procurar seu significado nos deparamos com a seguinte definição segundo o wikipédia: Caridade é um sentimento ou uma ação altruísta de ajuda a alguém sem busca de qualquer recompensa. A prática da caridade é notável indicador de elevação moral e uma das práticas que mais caracterizam a essência boa do ser humano, sendo, em alguns casos, chamada de ajuda humanitária. Termos afins: amor ao próximo; bondade; benevolência; indulgência; perdão; compaixão.

Em nosso dia-a-dia estamos tão absortos de nós mesmos que esquecemos até de respirar. Os dias passam freneticamente, anseios, pensamentos, sentimentos começam a sedimentar nossa essência , ficamos sem aquele sentimento de gratidão pelo simples fato de existir, nossa existência fica comprometida na medida em que deixamos para trás pequenos detalhes que passam por não estarmos presentes em nós mesmos. E nesse contexto que a Caridade começa, nas pequenas coisas nos faz refletir o lado bom das pessoas mais próximas, em casa, no trabalho, na rua e nas circunstâncias. Temos de pensar na caridade sem ser de cima para baixo, como sendo eu o bom e o outro o desafortunado, se somos seres que caminhamos lado a lado, afinal todos necessitados do amparo recíproco, não é mesmo?

Temos momentos melhores umas vezes, de outras têm os outros.O que não adianta, por certo, é fazer cobranças a outrem, porque é melhor convencermo-nos, em benefício próprio, que ninguém – mas mesmo ninguém tem qualquer obrigação de ser caridoso conosco, mas, de fato, nós próprios temos a maior obrigação de ser caridosos com os demais, entendendo-os, perdoando o que houvesse a perdoar, agradecendo a quota de generosidade com que de uma forma ou de outra nos beneficiam.

A caridade, pode estar no silêncio de alguém que nos tolera algum desassossego, no entanto, quantas vezes, irrefletidamente, acreditamos que os nossos amigos são aqueles que jamais nos apontam os enganos, que nos dizem que somos os maiores do mundo, que nos batem nas costas, mesmo quando estamos quase a caminho de um colapso de consciência, o que nem sempre condiz com a realidade que estamos vivendo.

Caridade não é aplaudir, apoiar a asneira. É manter a fraternidade de, na altura certa, sem violência, dizer o que se pensa, mesmo que não nos seja perguntado diretamente. Nessas horas Caridade tem uma conotação divina, na medida em que contém uma revelação inteira sobre Deus. O que é Deus para nós senão o espírito de caridade?

Sobre a autora:
Carmem Midori é Bacharel em Comunicação Social – 2000 UMC ( Universidade de Mogi das Cruzes, com Curso Superior de Formação Específica em Gestão Empresarial, Disseminadores de Educação Fiscal – Ministério da Fazenda ESAF ( Escola Superior de Administração Fazendária )e Practitioner em PNL pela Elleven Treinamentos

Senshi – Guerreiro – Carmem Midori Ferreira

O Oriente nos traz muitos contos a respeito de estranhas formas de poder, de uma força como a do vento e da água que concentradas tinham o poder de varrer tudo em seu caminho. Esse poder foi chamado por muitos nomes e o que aparece com mais frequência, especificamente no Japão é o conceito de Ki ou centro. Quase todas as artes marciais em algum ponto de seu desenvolvimento, mencionam esse poder, considerando-o como energia intrínseca. O Aikido sintetizou a partir de várias outras artes marciais uma que abrangesse toda essa riqueza e complexidade, seguindo os conceitos religiosos e filosóficos do Zen Budismo a relação mente , corpo e energia, misturou a mais alta ética da humanidade a prática das artes marciais onde não existe competição, uma vez que sua finalidade é o desenvolvimento do espírito

Por alguns valores da sociedade, somos educados a competir por tudo a nossa volta, deixando muitas vezes de lado conceitos valiosos sobre cooperação, colaboração, respeito, honra e honestidade.

Com base nisso podemos pressupor que ninguém ascende à categoria de iniciado somente pela leitura e que é na humanidade que partilhamos da mesma origem, a divina, e o único e maior inimigo a ser vencido somos nós mesmos.

Surge então um novo conceito a ser analisado, a Inteligência Social , desenvolvida no decorrer da vida, através do contato com as pessoas e da nossa interação com o ambiente onde vivemos. Ela reúne dois ingredientes que podem ser organizados em duas categorias amplas: a consciência social – o que sentimos em relação aos outros – e a facilidade social – o que fazemos de posse dessa consciência.

cada vez mais empresas de todos os portes estão buscando por profissionais equilibrados, não só pela própria autoestima, mas também pelas relações confiáveis com os demais. Mesmo que durante o processo de trabalho se perceba algum revés, obstáculos ou qualquer dificuldade, estes profissionais conseguem naturalmente flexibilizar nas relações sociais, atravessar os obstáculos e conseguir resultados surpreendentes, não visando apenas seus méritos, mas também acreditando que os colegas fazem parte desta vitória.

Trata-se de um dos principais preceitos do Aikido, que quer dizer o Caminho da Harmonia.
Considerando que aptidão é uma série de requisitos necessários ao exercício de determinada atividade e que os fracassos de um negócio ou projeto podem ser atribuídos a diversas causas, é lícito pensar que as coisas não acontecem por acaso. As mulheres ou os homens fazem com que aconteçam ou impedem que aconteçam, um dos preceitos do Bushido.

A técnica de orientar a aprendizagem de novos modelos mentais ( Waza), de formar hábitos e implantar a Inteligência Social nos ambientes corporativos, tem características bem definidas e exige uma ação continuada(Wajutsu ). Mudar a atitude das pessoas, com a missão de criar um clima mais satisfatório entre os colaboradores, aumentar-lhes a motivação e torná-los mais receptivos e alinhados com as estratégias da alta direção exigirá a compreensão de que a proposta da Inteligência Social pressupõe uma relação de ensino X aprendizagem, muito enfatizada nos treinos de base dentro do tatame .

Ensino é a transferência de conhecimento organizado de certa atividade. Aprendizagem é a incorporação daquilo que foi instruído ao comportamento do indivíduo (Mokusso). Portanto, adotar a IS assim como no Aikido significa aprender uma aptidão para modificar o comportamento em direção àquilo que foi instruído. Significa mudar modelos mentais e aprimorar o espírito na alma de um Samurai (Bujutsu).

Benefícios presentes em profissionais com Inteligência Social, em que o (Sensei) percebe nas equipes bem sucedidas, há uma predominância de pessoas inteligentes socialmente e que adotam um papel sócio emocional apoiando as necessidades dos membros da equipe e ajudando a fortalecer a entidade social ( Dojo). Elas demonstram com frequência os seguintes comportamentos:
– Aprimoramento da compreensão (Kami),
– Orientação para o treino ( Dojokum),
– Desenvolver os outros e fomentar a diversidade ao cultivar oportunidades através de diferentes tipos de pessoas,consequentemente encorajam e são amigáveis e receptivas às ideias dos outros;
-Louvam e encorajam os outros para estimular as suas contribuições (Zarei );
– Harmonizam ( Ai ki) – reconciliam os conflitos de grupos;
– Ajudam as partes em divergência a chegarem a um acordo;
– Reduzem tensão ou amenizam as emoções de alguma outra forma quando o ambiente no grupo está tenso ( Budo),
– Apoiam – acompanham a equipe; concordam e apoiam as ideias de outros membros da equipe;
– Conciliam ( Zazen) e são flexíveis a ponto de mudarem as suas próprias opiniões para poderem manter a harmonia.

Esses benefícios congregados configuram que todos nós, seres humanos, temos um viés interno para a empatia, a cooperação e o altruísmo. Para tanto, porém, precisamos desenvolver a inteligência social e estimular tais capacidades em nós mesmos e nos outros.
O Aikido é um caminho de integração e eficiência para atingir esse objetivo, uma vez aceito os princípios fundamentais da arte, o praticante atinge simultaneamente o tênue equilíbrio do céu e a terra (Ten Shi ) que ao ser expandido, o florescimento final da unidade do homem com o universo é integrado onde quer que estejam.


Sobre a autora:
Carmem Midori é Bacharel em Comunicação Social – 2000 UMC ( Universidade de Mogi das Cruzes, com Curso Superior de Formação Específica em Gestão Empresarial, Disseminadores de Educação Fiscal – Ministério da Fazenda ESAF ( Escola Superior de Administração Fazendária )e Practitioner em PNL pela Elleven Treinamentos

Agenda
16 de DEZ, 2017

Blog
30 NOV, 2017 | por José Carlos Carturan
Faça o seu Teste
Endereço
R. Letícia, 61 - Jardim Satelite, São José dos Campos - SP, 12230-840
Telefone
+55 (12) 3302.0111 +55 (11) 2626.0211
© 2017 Elleven Treinamentos. Todos os Direitos Reservados.                 R. Letícia, 61 - Jardim Satelite, São José dos Campos - SP, 12230-840

Newsletter

Insira seu email para receber dicas e artigos exclusivos da Elleven Treinamentos!

X