+55 (11) 2626-0211
+55 (12) 3302-0111
+55 (12) 99111-7601
contato@ellevendh.com.br

Blog

Contágio – José Carlos Carturan

Por Elleven Treinamentos / Nenhum comentário

No dicionário, a palavra “contágio” tem a seguinte definição: ‘Transmissão de uma doença por meio de contato mediato ou imediato’. Além desta designação, o próprio dicionário traz uma definição figurativa da palavra: ‘Imitação involuntária’.


E é justamente sobre este segundo conceito que falaremos. Talvez todos nós já tenhamos sido ‘contagiados’ de alguma forma. Quem, por exemplo, nunca passou a usar gírias ou modismos no falar? Ou acabou ‘pegando’ algum sotaque ao passar férias em uma região diferente? Até aí nenhum problema. Dá até certo charme…


O problema é que o mecanismo de imitação funciona para diversas outras coisas e em boa parte das vezes para coisas não muito boas. E digo mais: Podemos até em um primeiro momento criticar a atitude, mas se não estivermos muito atentos daqui a pouco estamos fazendo a mesma coisa. E achando normal.


Alguns se aproveitam deste padrão de comportamento humano e transformam-no em uma verdadeira “Filosofia de Vida”, muito comum em empresas, no serviço público, com os políticos (esses então, nem se fala) e em equipes geridas por líderes despreparados e incongruentes.


Esta “Filosofia” tem até um nome: “Quanto pior, melhor”. E faz sentido. Em ambientes desorganizados, repletos de pessoas que adotam este ‘modo de vida’ é que se proliferam a corrupção, a incompetência, a impunidade e o atraso.


Quer ver? Há um horário a ser cumprido na empresa. Quem chega na hora, não fez mais que a obrigação. Quem se atrasa, tem a conivência do chefe (isto quando o chefe não é o primeiro a dar mau exemplo).

 Os que não se atrasavam começam a ficar displicentes com o horário e se atrasam também. Então os “espertalhões” já chegavam mais tarde logo de cara, passam a atrasar-se ainda mais. Pronto: Clima propício para uma equipe desunida, indisciplinada e que sempre obtém resultados abaixo do esperado.


Traga isto para a política. Quem é honesto não faz mais que a obrigação (e não faz mesmo!). Aí vem um (na realidade, vários) e faz coisas ilegais. A punição não vem. Outros que até então não roubavam, percebem que nada acontece, que a impunidade impera e passam a roubar também. Só que os ‘mais experientes’ para diferenciar-se do grupo montam verdadeiros esquemas de desvio de dinheiro (mensalões, secretárias,etc). Mais uma vez prevalece o “Quanto pior, melhor”.


Sejamos sinceros, esta cultura é bem mais normal que parece. Na escola já era assim. O que estudava não era considerado bom aluno. Era chamado de CDF. E jogar lixo na rua então? E depois, dá-lhe enchente. Percebe?


A mudança deve começar aos poucos. Primeiramente com a valorização dos bons exemplos em detrimento dos maus. Depois com a consolidação de uma cultura baseada em valores e virtudes. E por último, líderes preparados para lidar com sua equipe. Gente que saiba cuidar de gente. E definitivamente acabar com esta cultura. Que tal sermos contagiados por tantos bons exemplos que existem por aí?

Receba Novidades

Insira seu email para receber dicas e artigos exclusivos da Elleven Treinamentos!

Comentários

Início dos comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Blog
24 AGO, 2017 | por Aline Vichi
Faça o seu Teste
Endereço
R. Letícia, 61 - Jardim Satelite, São José dos Campos - SP, 12230-840
Telefone
+55 (12) 3302.0111 +55 (11) 2626.0211
© 2017 Elleven Treinamentos. Todos os Direitos Reservados.                 R. Letícia, 61 - Jardim Satelite, São José dos Campos - SP, 12230-840

Newsletter

Insira seu email para receber dicas e artigos exclusivos da Elleven Treinamentos!

X